Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

É simples de tudo, apesar de extremamente violento e agressivo, e vai funcionar em quase qualquer câmera. Basta um filtro vermelho, cartolina preta, dupla-face e coragem.

Tenho que admitir que fui exagerado, mas na época eu estava atrás da Holga e o formato 6×6 estava na moda. Estava louco pra fazer foto quadrada, não é como hoje que temos os instagrans da vida, era outra época. Nem lomography no Brasil tinha, pra pegar uma Holga ou encarava os chineses no ebay ou então pagava o imposto insano pra importar oficialmente.

Lembrando que no formato 6×6 temos 12 fotos ao invés de 8 no formato 6×9. Pão-durismo, mais um motivo para fazer bagunças assim! Filme 120 era caro na época, e ainda é hoje.

É óbvio que logo consegui uma Holga e me arrependi de ter enfiado uma furadeira na minha querida box, mas enfim, ciência é ciência!

Não recomendo, mas se quiser saber como foi, a título de pesquisa científica, vamos lá!

Materiais

  • Uma câmera 6×9, das mais simples, com o furo com o filtro vermelho na tampa;
  • Um filtro extra, vermelho, desses da Rosco
  • Uma furadeira;
  • Cartolina preta;
  • Fita dupla-face;

Saiba que o formato da imagem em uma câmera 120 mais simples é definida pelo tamanho do quadro e a posição do buraco na tampa, que te mostra a numeração do filme: com o filme correndo para a esquerda, acima fica o 6×9, no centro o 6×6 e abaixo fica o 6×4,5. Na holga tem o meio, 6×6 e embaixo 0 6×4,5.

Então nossa missão aqui é fazer um buraco no meio da tampa traseira e criar uma máscara quadrada para o interior da câmera. Fure a tampa com uma furadeira e broca para metal, depois cole um ou dois pedaços de filtro vermelho por dentro, para evitar excesso de luz e deixar no padrão (o outro furo deve ter um filtro vermelho)

Com isso já é possível limitar a luz que bate no filme para o formato quadrado que queremos, juntamente com o furo traseiro para visualizar a numeração referente ao formato quadrado.

Claro, depois com cartolina ou colorset preto faça a máscara quadrada e prenda dentro da câmera tentando centralizá-la em relação a lente e ao buraco que você fez na tampa.

Eu furei errado, muito perto da borda e por isso sempre perco o primeiro frame, sério, não faça isso, centralize!!!

Importante: De novo, só faça uma coisa dessas sabendo que vai estragar sua câmera. Se for relíquia, valiosa, xodó da família, nem brinque!

Mas que é interessante mudar o formato da foto que sua câmera pode fazer, isso é!

Veja mais fotos da Box

Leia mais:

Artigo anteriorNegativos centenários conservados em gelo descobertos na Antártida Próximo artigoNikon FM10, a versão popular da Nikon

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

O que você acha?

Nome obrigatório

Website