Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Tosco, barato, era fabricado num país que nunca sabemos direito onde fica (fica no leste, então, rs). Mas é esse o charme do bicho. Perfeito para lomografia em preto e branco.

Este meu exemplar venceu em 2001, mas este filme era fabricado na Hungria, um lugar maneiro que não imaginava teria uma fábrica de filmes e químicos.

O filme não tem o grão bacana dos kodaks e alguns fotógrafos mais exigentes o acham uma mer** mas pra ser sincero eu gosto dele. Para o tipo de fotografia que me proponho é o canal. Bonzinho e barato. Ele tem uma carinha de filme velho (talvez por ser um rolo vencido em 2001) e fica com um ar vintage bacana, principalmente em toycamera ou na lomo lca. Já usei até na holga. Mas os scans não estão lá essas coisas.

Fotos

Onde comprar? Em sampa perdido nas lojas de material fotográfico (já vi por 50, 60 reais a lata de 30m), ou na web. Fuça que acha. Ou será que não? Cada dia mais raro achar.

Link

  • O filme ainda acha no ebay.

Leia mais:

Artigo anteriorPentax Spotmatic F, uma SLR parrudona Próximo artigoTimeline do Facebook

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

3 comentários

  1. liu "tv eye on you" diz:

    as imagens foto-gravadas em cada fotograma “vazaram” para a guia do filme… isso aconteceu por causa da holga, certo, ou é mais outra qualidade do fortepan?!

  2. julio diz:

    Por causa da Holga Sim!

  3. Wellington Amancio diz:

    Colocando um filme de 35mm ao invés do 120 e contando 30 1 34 cliques para adiantar cada fotograma e fotografar novamente tem-se o efeito da última foto.

O que você acha?

Nome obrigatório

Website