Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Pad of Death da Yashica Electro

Você comprou uma Yashica Electro 35 usada e já testou se os eletrônicos que estão OK, fez a gambiarra da bateria ou comprou um pequeno adaptador e agora já está pronto para sair clicando com ela sem medo de ser feliz quando, de repente, se depara com o infame Pad of Death.

Mas… que diabo é isso de Pad of Death?

Normalmente você não vai saber identificar isso só de ouvir a câmera, mas existe uma pecinha, uma almofadinha, que serve para amortecer o impacto de uma peça do sistema de disparo da Yashica Electro 35. Esse pad além de absorver o impacto da peça serve para deixá-la na posição certa para funcionar. Quando o pad se deteriora ou “some”, todo o sistema de avanço do filme e carregamento do disparo podem ficar comprometidos. Até a correta exposição do filme pode ser comprometida por isso. Que zica.

Mas.. e daí?

E daí que isso pode ocasionar alguns (ou todos) problemas a seguir:

  • Velocidades do obturador incorretas
  • Possíveis problemas nos modos Auto, Bulb ou Flash
  • Lâmpada amarela manter-se ligada mesmo quando mudar a seleção de exposição
  • O disparador pode não parar na sua posição correta de funcionamento

Então o que devo fazer? Das duas uma: leve sua câmera até uma boa oficina e aproveita pra limpar e dar aquela garibada na sua Yashica Electro 35, que ela merece, ou usa o guia de reparo do Mike Elek para abrir, trocar o maldito pad e seguir feliz com sua Yashica.

O Guia perigoso de reparo do infame pad of death da Yashica Electro 35

Quando funcionando corretamente, a Electro deve fazer o som tump quando você avança o filme e arma o obturador. Ela deve ser a única câmera que faz um tump esquisito na hora de avançar o filme. Se a sua não o faz, é hora de substituir o infame pad of death. O vídeo abaixo ilustra essa dinâmica da Electro.

No final do vídeo Mike tenta simular a situação de problema com o tal pad, que atrapalharia o funcionamento correto do obturador.

Substituindo o “Pad of Death”

O que vai precisar para substituir o pad sem precisar remover a lente (remover a lente com certeza é a opção mais demorada e arriscada):

  • Pequena chave Phillips
  • Uma chave spanner (ou um compasso com duas pontas)
  • Alicate – mais longo melhor
  • Lâmina de borracha ou EVA auto adesivo
  • Ferramentas de modelagem (ou um clipe de papel bem firme)
  • Régua
  • Tesoura
  • Mesa para corte
  • Estilete de precisão (opcional)
  • Lanterna (opcional)

Todos itens são desparafusados normalmente, no sentido anti-horário.

1) Remova a tampa superior Remova a tampa superior - Pad of Death

Use a chave spanner para remover a tampa da alavanca do avanço do filme. Você pode usar a chave spanner para soltar e desrosquear o resto com os dedos. Sempre lembre a ordem e orientação de todas as partes!

Use a chave para remover o disco seletor da velocidade do filme.

Use uma chave philips para remover os três parafusos do topo da câmera. Há um em cada lado e um perto do botão de teste da bateria. O topo deve soltar completamente. Tem um pequeno fio que conecta a sapata do flash. Você pode dessoldá-lo ou mantê-lo no lugar, o que achar mais conveniente.

2) Encontre o “Pad of Death”Encontre o Pad of Death

O “Pad of Death” está circulado em amarelo. Você pode ver o pequeno suporte em “L” invertido que é parte do sistema mencionado acima.

Repouse a câmera em uma superfície plana com a lente para cima. Você conseguirá ver o “Pad of Death” nesta foto. É um pequeno pedaço de espuma. O mesmo tipo usado para bloquear luz nas tampas de câmeras japonesas. O mesmo tipo que apodrece com o tempo.

Uma lanterna pode ajudar a localizar o “Pad of Death” e também, quem sabe, durante o processo de substituição dele.

Por causa da sua localização, muitas pessoas recomendam remover a lente, o que é um processo beeem mais complicado. Descobri que se você tiver mãos firmes e bastante paciência será capaz de substituir o “Pad of Death” sem precisar remover a lente. É apertadinho, mas possível de ser feito.

3) Removendo o velho “Pad of Death”. Removendo o velho Pad of Death

É melhor mover o segundo pino para fora do caminho. O melhor jeito é apertando o pequena suporte no topo do pino baixo, em relação à máquina. Você deve ouvir um click quando o pino estiver travado no lugar, como ele faz no vídeo.

Use a ferramenta de modelagem ou clipe de papel com a ponta dobrada e o alicate para remover completamente o pequeno pedaço de espuma. Tente remover o resíduo de adesivo também. E não deixe nada disso cair no interior da câmera.

A espuma poderá estar uma melequeira só, o que pode ser bom já que isso iria grudar todo na sua ferramenta.

Como pode ver na foto, provavelmente terá que remover tudo de pouco em pouco. Se estiver muito zoado, um cotonete embebido com fluido de isqueiro pode ajudar a limpar bem a meleca.

A ideia é remover o velho pad of death com todo resíduo de adesivo. Vá com calma, paciência e carinho. Sem pressa.

4) Faça um novo “Pad of Death”. Faça um novo Pad of Death

Agora corte a nova peça! Pode ser borracha ou EVA, o que for mais fácil de encontrar já na opção auto adesiva.

Primeiro corte a peça com um tamanho aproximado – mais ou menos 6mm de comprimento por 1mm de largura. Se for muito grosso, pode tentar diminuir para 2mm de espessura com o estilete de precisão ou tesoura (melhor já arrumar um mais fino).

O jeito mais fácil seria cortar com tesouras e depois acertar a espessura com o estilete de precisão. Se não tiver o estilete de precisão use a tesoura, mas sempre com muito cuidado para não deixar nem maior nem menor do que 2mm de espessura.

Mas se encontrar pra comprar já com 2mm de espessura é a melhor opção!

5) Colocando o novo “Pad of Death”.Colocando o novo Pad of Death.

Remova o papel de proteção do adesivo e use o alicate para colocar o novo pad no lugar.
Quanto estiver colocando-o no lugar não o deixe cair dentro da câmera. Só dá zica deixar cair dentro da câmera e aí você será obrigado a remover a lente para pegar o pad de volta.

Ao inserir o pad no lugar seu adesivo deve pegar no mesmo suporte que estava o pad original. O lado do adesivo deve apontar para cima – na direção da tampa do topo da câmera.

Colocando o novo Pad of Death.Use sua ferramenta de modelagem ou o clip com a ponta entortada para apertar o pad no lugar. Se o novo pad não ficar totalmente firme e seguro você pode usar a mesma ferramenta para colocar um pouco de cola. Nesse caso espere a cola secar para continuar.
Como dá pra perceber não tem muito espaço para trabalhar e colocar o pad no lugar certo, então vá com calma e leve o tempo que precisar.

O detalhe da última foto mostra qual ferramenta e como a uso para fixar o pad no lugar. Se estiver usando o clip de papel, faça uma pequena dobra na ponta um pouco menor do que 90º. Você pode usar o alicate e a ferramenta de modelagem para fixar o pad no lugar usando as duas mãos.

6) Testando o novo “Pad of Death”.

 Com o novo pad no lugar pressione o botão disparador. Coloque o avanço do filme em posição e aperte levemente com seu dedo. Avance o filme e veja o pequeno suporte acertando o novo pad. Deve fazer um tump. Solte o botão disparador e veja se trava no seu devido lugar. Você saberá que travou quando o pequeno suporte que você empurrou para baixo ficar no lugar e só retornar quando você usar o avanço do filme.

Repita diversas vezes esse processo até ter certeza que o novo pad não está se movendo e não vai cair dentro da câmera com o uso. Tudo deve funcionar como no vídeo acima.

Se tudo funcionar corretamente, remonte o topo da câmera incluindo a soldar novamente o fio da sincronização do flash, caso tenha decidido removê-lo no começo do tutorial.

Pronto, terminou. Você acabou de trocar o seu infame “Pad of Death”!

Leia mais:

Artigo anteriorDesmistificando o pau de selfie, ou stop the mimimi Próximo artigoDicas de foto para profissionais, por David Alan Harvey

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

6 comentários

  1. Jenifer diz:

    vixe, por hora não sofro disso, rs. mas, estou frustrada pois ainda não consegui usar minha yashica. ou sou péssima mesmo, ou tenho desacertado com as gambiarras =[
    abraço!

  2. Jenifer, falta a bateria na sua? Não precisa de uma gambiarra muito forte para usar… já viu o artigo Substituindo a bateria da sua Yashica Electro?

  3. Jenifer diz:

    então, Julio, um amigo me comprou uma sony CR1234, eu pesquisei no google e cheguei justamente a sua página ^^ tentei ontem o experimento, mas não funcionou. fiquei na dúvida: será minhas duas LR que já estão gastas – pois venho usando-as na Pentax – ou, isso não tem nadavê? a câmera não acendeu, pensei em tentar pela segunda vez, mas deixei pra lá.

  4. Jenifer, pode ser que as LR44 estejam gastas. Teste com novas. E outra coisa, verifica os contatos se não estão oxidados. A minha tinha sofrido um vazamento de baterias e os contatos estavam horríveis, tive que limpar a oxidação, deixar os contatos limpos e ainda retirei o adesivo da tampa do compartimento que as vezes atrapalha o contato das baterias nessa gambiarra…

  5. Jenifer diz:

    obrigadão, Julio. vou conferir essa oxidação e aproveitar que preciso trocar as LR44. será possível que nenhuma gambiarra vai, não é mesmo!? rs. abração!

  6. É, Jenifer, alguma gambiarra vai! Exceto quando está pifada de vez! O que espero não ser o seu caso!

O que você acha?

Nome obrigatório

Website