Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

lomo bike

Processo cruzado, ou cross-process (ou apenas xpro, para os íntimos), nada mais é que trocar o químico que vai ser usado na revelação de um filme.

Por exemplo, esse filme comum chamado negativo, que todo mundo usa para fotografar festinhas de aniversário e viagens, é revelado em um processo chamado C41.

Os slides, aquelas fotinhos que geralmente se usa em apresentações chatas ou que você tem da época que era criança, é revelado em um processo chamado E6.

lomo bike

E daí? São dois tipos de filmes completamente diferentes. Se você trocar, usar o químico de um com o outro, vai sair uma zona de cores. É esse o barato de fazer xpro. É usar um slide como se fosse um negativo, para pegar cópias em papel 10×15 ou ampliações maiores. Tá, fazer o contrário, tratar um negativo como se fosse slide também dá, mas não fica tão legal assim (além de ser o processo mais caro, o tal do E6). O melhor é usar slides. E como são caros, tenta comprar vencido. Vai na fé, que sai do caraco!

caçamba

Mais fotos em lomohomes.com/dux.x.

Leia mais:

Artigo anteriorPuxando o filme Próximo artigoDupla Exposição, ou Doubles

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

35 comentários

  1. Ju Perin diz:

    Revelar um negativo colorido como PB dá alguma coisa além de um filme perdido?
    Li a respeito num site que fala de Holgas (Types of Cross-processing: E6/C41-B&W: taking colour reversal or negative film and processing as black and white. This results in a black and white negative. As colour film is usually more expensive than B&W, you may want to only use this technique if you are out shooting colour and decide you’d rather have B&W.) mas também li gente dizendo que só estraga o filme e não sai foto PB coisa nenhuma.
    Como eu manjo um mínimo absoluto de relevação – pra não dizer nadinha de nada -, antes de jogar meu filminho colorido na bacia errada resolvi perguntar. Dá ou não dá?

  2. julio diz:

    Opa! Ju, dá sim! Eu fiz um teste. Simplesmente revelei um filme asa200 colorido normalmente como revelo meus fortepans toscos e saiu. Virou um PB legal, estranho. O negativo fica com uma aparência legal. Se ampliar em papel PB é um pb comum. Para aumentar a diversão amplie em papel colorido. Ficou um tom diferente, quente. Sei lá, só sei que funciona. Mas faz um teste com um filme antes que não tenha nada importante, caso dê algum chabu!

    Depois me conta seus resultados!

    Valeu a visita!

  3. Ju Perin diz:

    Ah, que ótimo saber!
    É uma baita alívio, visto que ando sem grana pra revelação colorida e posso revelar em pb de graça na faculdade! (e que um filme PB custa 24 contos enquanto o colorido custa 8)
    Aproveitando a deixa, posso fazer mais uma pergunta?
    Estou em vias de comprar uma Holga, mas enquanto junto estou arquitetando uma adaptação de idéoas lomo pra minha Praktica MTL3. Claro que o efeito não é o mesmo, a Holga é mais carmosinha, mas em termos de viabilidade não tem muita coisa que não dê pra fazer com uma analógica normal, certo?

  4. julio diz:

    Claro, qualquer câmera analógica pode entrar na brincadeira.

    A Holga é demais, mais por ser 120 e toda toscona que qualquer outra coisa. Pega sua Pratica e divirta-se!

  5. Daniel diz:

    Fala cara blza, eu tenho uma Holga 120N médio formato.. e estou pensando em comprar dois filmes chromo 400 pra fazer umas brincadeiras com xpro.. mas tem um problema…esses filmes venceram em 99… hheheheh a minha dúvida é se ele perdeu o contraste dele.. o que vc acha, acha q vale a pena a experiência???

    Abraços e parabens pelo site.

  6. julio diz:

    Cara, filme vencido em XPRO costuma funfar mais legal. 400 na Holga dá beleza, mas tem q ser em condições de luz boa, de dia, e num lab legal pra fazer XPRO, aí acho que funciona. Já vi nego revelar filme vencido nos anos 70, ai fica estranho e nem pode ficar bom. Mas acho que 99 rola. Testa um. Sempre vale um teste antes.
    Abraço

  7. Denise diz:

    Oi, Julio
    Acabei de comprar um lab pb e gostaria de fazer umas experiências… Você já colocou um negativo cor no ampliador, com papel PB para ver o que dá? Sai alguma coisa?

  8. julio diz:

    Olá, Denise!
    Sim, deve sair uma imagem PB, mas exatamente como isso eu não sei, deve rolar alguma coisa. Se não me engano (e olha que faz tempo que mexi com um lab PB, viu) o papel vai enxergar os contrastes e fixar uma imagem sim. Mas juro que não sei se fica legal. Vale o teste em uma folha, só pra saber.
    Valeu a visita! E mostra os resultados depois!
    Abraço!

  9. flá!!!!!!!!!!!!! diz:

    oi Julio!tudo beleza?seguinte recem comprei uma holga gcfn mais um adaptador pra usar filmes 35mm,miinha dúvida é na revelaçao,pois usei filme kodak chorme colorido vencido.Na hora de mandar revelar num laboratorio,queria ter o aspecto da tecnica xpro,eu peço,ou o filme vencido da kodak já vai me dar essa mudança de cores?
    tenho essa baita dúvida,valeu pela atençao,abraço!

  10. julio diz:

    Cara, pede pra revelar normal, com processo C41. Senão ele não sai xpro, fica positivo que é mais caro e pode não sair nada por ter sido exposto usando a Holga.

    Boa sorte!

  11. Marta diz:

    Julio, os slides/cromos que vc diz, são os filmes reversíveis que a gente compra na Consigo?

    Valeu! =)

    O site tá doido!

  12. julio diz:

    Sim, são. São conhecidos por slide (na verdade, slide é ele depois de pronto, com moldurinha, rs), chromo, diapositivo, positivo, reversível, etc. São vários nomes pra mesma coisa, filmes que ficam positivos sem precisar de cópia. Que legal né? RSrsrsrs, e valeu, brigado pelo elogio!

  13. Julia diz:

    Ola Julio…
    Bom sou uma leiga em revelação e fotografia…mas isso vai durar pouco tempo!
    Vamos lá,estava nem tão atoa pela vida,mas bem confusa não sabia muito bem o que fazer com ela.Aiiiiiii…. Apareceu umas fotinhos lindas na minha frente e eu fiquei apaixonada por elas.Então li que eram fotos tiradas pela Lomo.Comecei a pesquisar,estudar e principalmente a me empolgar.E até que mês passado eu comprei minha Filha Holga 120 CFN!
    Como eu disse não entendo nada de fotografia,estou estudando por conta própria e aprendendo na prática.
    Bom,fui toda feliz revelar o meu filme 35mm colorido(comprei o mais barato de uma loja qualquer!!)fiz as adaptações necessárias(tenho certeza que o filme foi colocado certo),e fui tirar fotos.Até vedei um pouco a câmera.Na hora de tirar o filme,eu fui para um quarto com pouca luz e retirei o filme.Com pouca,não com pouquinha!
    Fui revelar e fui buscar toda empolgada e…ESTAVA QUEIMADO!!DROGA!
    O cara falou que parece que entrou muita luz,ou que abriram a câmera e o filme queimou toda e por ai vai!
    O que vc acha que aconteceu!?
    Ainda não revelei os meus filmes 120 e nem os 35mm redscale que tenho aqui!
    Bom falei demais mais…
    Bom é isso!
    Qualquer ajuda ou conselho é muito bem vindo!
    Beijo

  14. julio diz:

    Oi Julia:

    Então, foi exatamente o que o laboratorista disse: velou seu filme. O filme 35mm (135) não pode receber nada de luz, nem um pouquinho. Quando fazemos uso desse filme na holga, você precisa fazer todo o processo de tirar o filme totalmente no escuro. Não tem jeito mesmo. E a holga precisa ser totalmente vedada, a janelinha vermelha atrás, por fita nas frestas, e ainda sim vai entrar alguma coisa.

    Para filme 120 funciona tirar e por o filme em ambientes com pouca luz, mas se você tirar o filme embaixo de um solzão corre ainda o risco de ter algum estouro de luz, mesmo o 120 tendo papel protetor no filme. Mas no caso do 135 tem que ficar no escuro mesmo, não tem jeito. Se você abriu a camera pra retirar o filme 135 em um lugar com o mínimo de luz e rebobinou na mão já era. Como você fez?

  15. Julia diz:

    É…Eu vi agora de manhã uns filmes no youtube e descobri isso!!
    tirei com pouca luz,estava de dia mais tirei no meu quarto com tudo fechado,mas nao estava um breu total.Cortinas fechadas e porta fechada!E pelo o que eu vi hj no youtube e o que você falou estava claro o suficiente para acontecer o que aconteceu!!Foi isso :/
    Julio muito obrigada por tirar minhas dúvidas e pela paciência!
    Obrigada mesmo!
    Beijo

  16. gabriel diz:

    Fala Julio!
    Entããão. Estou um pouco confuso.
    Fui em algumas fotóticas e nenhuma mais revela em processo cruzado pois não usam mais quimicos (ou sei lá, é quase tudo automático)
    Existe algum filme em que, na revelação normal (c-41), ele saia com aspécto de xpro?
    qual?
    Valeu velho!

  17. julio[dx] diz:

    Gabriel,
    É exatamente o filme positivo. Você compra um filme slide (chromo ou positivo, depende do cara que tá vendendo) e fotografa normalmente. Aí você leva num laboratório que tenha boa vontade e pede pra revelar em C41 mesmo. Aí fica com aspecto de cores maluconas, de acordo com o filme. Alguns labs podem dizer que vai destruir seu filme, o que é bom e é exatamente o que você quer. Outros vão dizer que não fazem para não contaminar os químicos. Aí depente da boa vontade do laboratório.

    O ideal é ir num lugar que você tenha mais amizade ou pelo menos seja um bom cliente, que daí nada que um bom papo não resolva. Se disserem que vai contaminar o filme, tente combinar com eles de revelar mais perto do momento de troca de químicos da máquina, etc.

    Se você usar o filme negativo normal, pra fazer xpro precisa ter a revelação E6 de positivo, que quase ninguém mais faz, e quando faz é caro que dói para ter um resultado nem tão bacana. Seu negativo vira um positivo com cores frias.

    Valeu a visita e boa sorte na busca por um lab mais colaborador!

    Julio

  18. gabriel diz:

    show!!! valeu Julio! parabens ae pelo site!

  19. Rodolfo diz:

    Sou novo no mundo das lomos, comprei minha fisheye No 2 e nem chegou ainda, tenho uma duvida, Ex: Quando uso um filme “Lomography X-Pro Slide 200 35mm”, eu devo mandar revelar como?

  20. Rodolfo diz:

    Qual o ISO ideal pra usar em lugares como “Praia e neve”, ISO 200 ?

  21. julio[dx] diz:

    Rodolfo, para praia com muito sol o 200 vai bem, até um iso100 deve rolar se estiver bem claro, se estiver usando as plásticas lomográficas, como supersampler, fisheye, etc. Se for a Lomo LC-A aí cada filme se comporta de um jeito, ela tem regulagens de iso 100 até 1600, bem no esquema de câmeras de filme automáticas normais.

    Pra revelar o xpro (se quiser o efeito de processo cruzado) peça pra revelar normalmente no processo de filme negativo, o C41. Se usar o processo E6 ele vira um positivo, que além de caro, fica com cores normais e se usar na Fisheye vai sair bem escuro.

    Valeu a visita!

  22. Daniel diz:

    Boa noite, tenho ums positivos bem antigo, daqueles que ficam em “binoculos” Gostaria de passa-los para fotografia, transferir para papel para coloca-las em quadros esse tipo de coisa, fui em um fotografo amigo meu e ele disse que não tem como revelar positivo “filme” existe alguma forma de passar esses positivos para o papel??

  23. julio[dx] diz:

    Olá…

    Então, se já estiverem revelados, como entendi, basta levar em um laboratório de fotografia que eles fazem um scan disso em alta resolução e refazem a impressão em papel. Dependendo da qualidade do seu slide pode dar certo.

    Agora se ainda não revelou, basta revelar e pedir scan do filme, aí com os arquivos você pode pedir pra imprimir em papel.

    É que realmente direto do slide não fazem mais prints, como seu amigo disse, mas a partir dos scans desse slide pode fazer de tudo.

    Espero ter ajudado.

    Obrigado pela visita!

  24. Isabella diz:

    Oi Julio! E o que acontece quando a gente revela um negativo colorido (que deveria ser revelado em C-41) com o processo E6? Rola algum efeito bacana?

  25. Isabella diz:

    Outra dúvida, bem básica mas curiosa ;) Queria entender melhor quando ouço falar de ‘aumenta ou diminui um ponto na revelação’, nunca entendi ao certo o que isso significa se tratando do resultado da imagem, sabe? Será que vale um post? :) Obrigada!

  26. julio[dx] diz:

    Isabella, negativos revelados em E6 se transformam em slides, ou seja, viram positivos. Os resultados variam de filme pra filme, mas diria que ficam interessantes, vai do gosto de cada um.

  27. julio[dx] diz:

    Eu fiz um artigo rápido sobre puxar filme, usando o exemplo de fazer um proimage 100, batido como 400 (dois pontos) e revelado como 800! O efeito é muito legal. Veja aqui o artigo que já tinha publicado mas que eu atualizei para ficar mais informativo ;).

  28. Vinicius diz:

    Meu, tenho uma yashica dessas que vendia na revista hermes aqui, ela têm um espírito ruim, que não sei pq se tiver sol ela faz fotos LINDAS! Vou levá-la comigo pq vou trabalhar no navio, em setembro tô de volta espero compartilhar as imagens… Abraço…

  29. julio[dx] diz:

    Boa viagem, Vinicius! E boas fotos! Na volta compartilha aí!

  30. LÉO DOS TRIGEMEOS diz:

    ÓTIMO POST !!!

  31. julio[dx] diz:

    Valeu Léo!

  32. Eliezer diz:

    muito bom, encontrei um lugar pra tirar minhas duvidas, la vai! com um ampliador para PRETO E BRANCO e possivel ampliar negativos coloridos em papel colorido daqueles em rolo que tem nos minilabs???, aki em curitiba um rolo custa pouco mais de 100 reais rolo de 93 metros

  33. julio[dx] diz:

    Eliezer, entendo pouquíssimo sobre ampliação colorida, infelizmente. Eu acho que dá pra fazer alguma coisa mas se vai ficar bom não sei, pelo que me lembro da revelação colorida é feita cor a cor usando filtros coloridos na frente da luz. E realmente não sei se o ampliador é padrão, precisa verificar se é só pra PB mesmo. Verifique se ele tem os filtros para cada cor (chama cabeça de cor) que são amarelo, ciano e magenta, se tiver manda ver. Senão, se tiver só filtros amarelo e magenta só PB mesmo. Confere aí e conta pra gente, vamos discutir isso! Fiquei curioso com o que podemos inventar com papel fotográfico colorido.

  34. m. diz:

    é possível conseguir essas cores [do processo cruzado] usando um filme de 35mm vencido?
    e revelando 10 por 15, ficam boas?
    valeu, bom post.

  35. M., essas cores você consegue com slides (chromos, ou positivos) revelados com C41, mesmo frescos ou vencidos. Se for negativo normal, mesmo vencido não consegue cores muito diferentes de um negativo normal. Filmes negativos muito vencidos costumam perder constraste, muito raro ter alguma alteração significativa nos tons.

    Eu fazia sempre cópia 10×15 das minhas fotos em processo cruzado, sempre tive scanner normal então em papel é mais fácil de escanear. Depois que os labs passaram a entregar em CD parei de imprimir o papel.

    Boa aventura com Xpro aí!

O que você acha?

Nome obrigatório

Website