Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

R3 Monobath, o revelador preto e branco de banho único - DXFoto

Já fazia um bom tempo que não encontrava uma experiência empolgante para fazer com filmes preto e branco por aí. Desde que revelei um filme colorido chinês com químico p/b vencido há décadas, realmente achava que estava meio sem graça o panorama das gambiarras químicas.

Até agora.
(pelo menos para mim que não sabia da existência disso!)

Olhando o Film is Not Dead li uma coisa que me assustou: a New55 Film que andava no kickstarter e depois por conta própria tentando viabilizar seu projeto de um filme polaroid moderno de grande formato (que está indo bem também) resolveu lançar um produto muito interessante que é esse banho único para revelação preto e branco.

Todos sabem que filmes p/b se revelam no processo de 3 banhos, basicamente:

REVELAÇÃO -> INTERRUPÇÃO -> FIXAÇÃO

O que o pessoal inventivo (e muito fuçador) do New55 fez foi pegar a fórmula inventada por Donald Qualls tempos atrás e transformar num produto embalado e pronto pra ser enviado. Pena que é um saco e caro enviar pra fora dos Estados Unidos. Mas para quem for aventureiro, a fórmula é pública e dá pra fazer em casa. Como não soube disso antes?

A fórmula do R3 Monobath

Bem, simples simples não é, mas não é a coisa mais complexa do universo. Vai 16 ml HC-110 revelador concentrado, 50 ml de amônia (hidróxido de amônia, solução 5%), 10 ml Ilford Rapid Fixer concentrado e água para fazer 256ml. Simprão de tudo, né?

A ideia aqui é ter um único banho e que transforma sua fotografia preto e branca com filme, seja 135 ou 120, em quase uma fotografia instantânea. Fotografe, passe o filme no tanque de revelação, encha com o R3, revele e fixe duma vez e escaneie depois de seco.

Imagine a velocidade de processamento de muitos filmes preto e branco? Claro, não é um processo que funciona perfeitamente com todos os filmes, por exemplo o Tri X é um que não fica bacana.

O que será que acontece se tentar revelar um negativo colorido com esse processo?

Vídeo

Veja o R3 em ação no vídeo de Ted Forbes da The Art of Photography

Imagens reveladas com o R3

Tri X 6×7 R Crowley

Links

E aí, quem “vamos” testar esse negócio?

Leia mais:

Artigo anteriorProcessos Fotográficos 05: Colódio Próximo artigoA (triste) evolução da fotografia

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

2 comentários

  1. Jorge diz:

    Julio, estou tentando fazer uma garrafa chegar aqui. O problema de fazer o R3 aqui, é achar o HC-110 – tenho em mente fazer um D-76 concentrado e substituir. Monobath é um conceito que existe, pelo menos, desde Edwin Land – afinal é o que todo filme instantâneo usa. O legal foi colocar na garrafa. Abs.

  2. Boa, Rabelo. Fabricar os nossos próprios químicos vai ser a solução (com o perdão do trocadilho) para os altos custos de importação e as frescuras de receber químicos pelo correio.

    De experiência pra fazer ainda me falta tempo para testar os reveladores de café e vinho e tentar usar um microphen que está vencido desde, sei lá, a era paleozóica.

    Me deixa a par das suas experiências, se quiser mandar material pra post a gente publica aqui! Valeu!

O que você acha?

Nome obrigatório

Website