Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

A Holga é a câmera 120 de plástico mais discreta que sua prima antepassada, a Diana. Queridinha dos aficionados por fotografia analógica, já teve mais espaço entre os alunos e professores de cursos de fotografia mundo afora. Mas ainda acho que ela é ainda mais charmosa que uma Diana toda colorida, mesmo com seu jeitão mais desajeitado e até tosco.

Enfim, é uma câmera muito simples que permite modificações e que para você tirar o melhor proveito ela tem que lembrar sempre de algumas dicas:

  1. Entradas de luz
  2. Algumas Holgas, principalmente as mais antigas, precisavam ser totalmente vedadas com fita isolante para não encher teu filme de pontos de invasão de luz. Hoje isso não é tão necessário, afirmo isso porque nunca vedei nada e tenho usado as minhas desde o início dos anos 2000.

  3. A janela do número do filme
  4. Aqui sim temos que ter cuidado, pois é um buraco por onde vemos o número no papel atrás do filme ao mesmo tempo que está tentando entrar luz dentro da câmera. É fácil de evitar, só guardar sempre sua Holga na bolsa ou mochila ou colocar um pequeno pedaço de fita isolante.

  5. Não perca a tampa da lente
  6. Esqueça o que falam sobre jogar fora a tampa da lente (pra evitar perder frames quando esquece de retirar a tampa e fotografa com a lente “fechada”). Ela é extremamente importante para proteger sua frágil lente de plástico da sujeira e riscos, principalmente dentro de bolsas ou mochilas. Uma dica boa do Borges foi colocar um pedaço de fita adesiva dentro para aumentar a pressão da tampa na lente e ficar mais firme e não cair. Outra ideia é colocar um cordão para ficar pendurada e não perder a tampa da lente.

  7. Evitar que a tampa caia
  8. A tampa pode se soltar quando ela está dentro de uma mochila. Evite esse terrível acidente com um pequeno elástico daqueles de dinheiro envolvendo o corpo da câmera. Só pra garantir.

  9. Proteja do sol
  10. A construção da Holga é bem simples e usa um plástico que pode derreter se deixando dentro um carro num dia forte de sol. Se não quiser transformar a queridona em uma meleca de plástico derretido nunca esqueça dentro do carro ou sob sol forte. Ok, sem exagero, pode pelo menos entortar e inutilizar a coitada.

  11. Crie um padrão de avanço de filme
  12. Padronize, ou sempre avance o filme logo após fazer uma foto ou só avance o filme antes de fazer a próxima foto. Como o avanço é separado do obturador é possível fazer multiplas exposições antes de avançar o filme, mas vai ter que tomar cuidado para não fotografar em cima de algo que não era pra ser múltipla expsição ou vai acabar perdendo fotos. Lembre-se: são só 12 por filme no formato 6×6.

  13. Plástico ou vidro
  14. A Holga tem duas versões de lentes: plástico ou vidro. Ambas são de baixa qualidade e com um único elemento. Eu diria pra escolher a de lente de plástico que vai dar mais aquela cara de toycamera, é mais roots. Mas muitos especialistas acham que é a mesma coisa com uma ou outra e realmente eu não consegui achar onde a de vidro ganha da de plástico.

  15. Seletor de abertura
  16. Nas holgas mais antigas esse seletor simplesmente não surtia qualquer efeito nas suas fotos, a abertura menor era a que estava fixa na lente, o botão simplesmente mexia um braço dentro da lente que servia para nada e podia até atrapalhar se ficasse parado no meio do caminho. Já nas mais modernas foi resolvido isso e agora as aberturas são efetivamente diferentes. Mas nunca usei uma das mais novas, então não acredito ainda.

Mais dicas

Leia mais:

Artigo anteriorPublicação mais antiga daqui Próximo artigoUma câmera polaroid de fole feita com palitos de sorvete!

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

4 comentários

  1. Borges diz:

    Não tenho uma Holga, mas a minha Diana F+ também ficava caindo a tampa da lente.
    Resolvi colocando 1 ou 2 camadas de fita isolante na parte interna da tampa, dessa forma ficou mais apertado e não cai mais.

  2. Olha Borges, boa dica! Atualizei o artigo! Obrigado!

  3. Cris diz:

    Nossa, adorei as dicas! Poxa, vocês tem newsletter?

  4. Cris, agora temos sim! No final da caixa de comentário pode escolher se quer ser notificado de novos comentários e se quer também receber a newsletter. Além disso colocamos lá em cima do lado direito do título do artigo um formulário para assinar a newsletter.

O que você acha?

Nome obrigatório

Website