Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Regra Sunny 16, um quebra galho quando não tem fotômetro

Esse cartaz ilustrado eu ganhei da Anitta do Toycamera.com.br e me peguei viajando nessa regrinha que todos devemos ter na memória, saber de cor e aplicar sempre que possível. Ela serve pra quando os fotômetros nos deixam na mão ou quando a câmera for completamente manual, sem eletrônicos.

Eu estou me obrigando a decorar estudar melhor essa regra que vai me ajudar a fotografar com a minha Leica M3 assim que eu conseguir consertá-la! (isso é outro assunto que vai render aqui no blog)

Pra quem era mais curioso e abria completamente a caxinha de filme na parte interna descobria que sempre vem impressa uma tabela aplicando a regra sunny 16 ao filme, de acordo com o seu ISO. Pode olhar, caso não tenha feito isso antes.

Resumidamente funciona assim: regule a velocidade do obturador da máquina para um valor mais próximo do ISO do filme, 1/100 para ISO 100, 1/500 para ISO 400, e para fotos sob o sol forte do meio dia use a abertura f/16. Para sol parcialmente encoberto use f/11, e assim por diante.

Decore, e aplique nas suas fotografias quando a câmera não tiver fotômetro e você vai ver que dificilmente vai errar e perder uma foto novamente!

Links que vão te ajudar ainda mais

Leia mais:

Artigo anteriorOpenReflex, mais uma câmera feita com impressão 3D Próximo artigoConversas com a história, latas enferrujadas e fotografia por David Emitt Adams

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

O que você acha?

Nome obrigatório

Website