Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Sprocket Rocket, fotografe sobre os furinhos do filme

É simplificar demais a Sprocket Rocket dizer que só serve pra fotografar sobre os furinhos do filme 135 (os infames sprocket holes) e de forma panorâmica. E também dizer que ela é uma câmera para lomografia. Sem encher muito a bola da câmera é uma brincadeira bacaninha, ela permite fazer duplas exposições, tem modo bulb pra longa exposição e tem uma lente grande angular, tornando cada foto uma panorâmica mesmo. Liberte-se dos rótulos e preconceitos e experimente o que tem de novo por aí.

Sprocket Rocket - Lente

Construção e acabamento da Sprocket Rocket

A câmera é bem simples na sua construção, com lentes e corpo de plástico (claro), com um design inspirado (???) na câmera do Dick Tracy e faz parte das câmeras de efeitos especiais da Sociedade Lomográfica, junto com a supersampler, actionsampler, fisheye e Horizon. São câmeras alteradas para fazer um efeito específico da fotografia.

Dick Tracy
Câmera do Dick Tracy, no camera-wiki.org

Mas a Sprocket tem uma máscara interna removível que permite fotografar sem expor os buraquinhos, deixando uma panorâmica mais “normal”, o que a torna mais versátil, por assim dizer.

Sprocket Rocket - Máscara interna

Como tem lente de plástico também não é de se esperar uma qualidade de arte para a coisa, mas ela já tem um ponto positivo em relação a Fisheye da Sociedade Lomográfica: a Sprocket Rocket não tem foco fixo.

Especifícações

  • Filme 135 de todos os tipos (ISO400 é o recomendado)
  • 18 fotos panorâmicas em um filme de 36 poses
  • Lente grande angular 30mm de plástico
  • Foco de 0.6m ao infinito
  • Aberturas Sol (f/10.8) e Nublado (f/16)
  • Obturador N (1/1o0) e B (longa exposição)
  • Formato da imagem: 72 x 33 mm (cobrindo os furinhos) ou 72×24 mm (com a máscara sem chegar nos furinhos)
  • Sapata para flash (hotshoe)

Dicas

Dupla exposição
Você vai poder fazer duplas exposições sem crises com ela, já que o avanço do filme não está ligado ao mecanismo de disparo, ou seja só avança o filme quando quiser. Ou volta o filme, como escolher.

Avanço do filme
Como a câmera não tem um mecanismo de trava quando chega no ponto de fazer uma outra foto é importante avançar o filme com muito cuidado observando o ponto branco que aparece do lado do contador de frames.
E esse cuidado com o avanço do filme tem que acontecer, principalmente, até o último frame, pois o filme vai chegar no final e se você forçar muito vai quebrar a câmera (lembra, é de plástico).

Sprocket Rocket - Topo

Tampa da lente
Sem dúvidas, é uma salvadora da pátria quando guardamos a câmera na bolsa. Nas dicasda Holga a Sociedade Lomográfica costuma dizer que era bom sumir com a tampa, pra evitar fotografar com a lente fechada (já que não é nenhuma reflex que podemos ver através da lente). Mas eu digo que vale a pena guardar pra proteger a lente de plástico que pode arranhar com facilidade. E pra não perder a tampa, siga o tutorial que fiz pra tampa da diana (que é de plástico também, serve pra essa tampa).

Tampa do compartimento de filme
O sistema de fechamento da tampa do compartimento de filme pode dar problemas pra você, como o da Holga. Esse clipe de metal pode se soltar sozinho (principalmente dentro de bolsas) ou pode ficar frouxo. É sempre recomendável prender a câmera com um elástico ou fita, o que achar melhor.

Sprocket Rocket - Fechamento do compartimento de filme

Isso é o que podemos ver da câmera, agora vou carregar ela com um filme e testar o que ela pode fazer.

Mais Fotos

Links

Leia mais:

Artigo anteriorA Fotografia poderia ter sido inventada no Brasil Próximo artigoHolga: usar ou não usar a máscara interna?

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

1 comentário

  1. fabricio britto diz:

    Legal Julio França essa dica da Sprocket Rocket, veio em boa hora já que acabei de adquirir uma na cor amarela…abs.

O que você acha?

Nome obrigatório

Website