Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Through the viewfinder por Paris com uma pentax 67

Todo mundo compartilhou esse vídeo, já apareceu algumas vezes no grupo de fotografia analógica no facebook e muitos outros tantos na timeline da galera. É bonito, sensível, tem uma trilha tudo a ver. Mas o que me interessa é o processo: vídeo através da visão da câmera, daquela imagem que forma passando pela lente e batendo no despolido, alí, com carinha de filme velho.

Assista ao vídeo


Through the Viewfinder

Essa técnica se chama TTV, ou Through the Viewfinder (através do visor). É exatamente o que mostra no vídeo, usando uma câmera digital apontada para a imagem que se forma no visor, digitalizando aquele visual analógico e cheio de ruído com cara de vida real. Para tanto tem algumas câmeras muito mais interessantes para fazer esse tipo de filmagem, com despolidos sem prisma no meio ou linhas e marcas que “sujariam” demais o vídeo/foto.

Já experimentei isso aqui, fazendo com uma Holga e um pouco de cartolina e papel vegetal, o que dava pra ver mais ou menos o que a lente da holga estava captando. Bem lo-fi, bem mesmo.

Então, a mais marcante dessas câmeras para essa brincadeira pra lá de divertida é a Kodak Duaflex! Uma pequena pseudo TLR de bakelite da Kodak que foi fabricada entre os anos 1940 e 1960, nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido.

Kodak Duaflex

Kodak Duaflex - top

Kodak Duaflex

Ela é a escolhida da galera para aplicar a técnica Through the Viewfinder por ter um visor bem grande, sem marcas, com bordas arredondadas e bem sujinho na maioria das vezes. Mas o resultado que você consegue com ela é um instagram roots com efeitos óticos e reais que fazem qualquer efeitinho digital perder completamente a graça. Fora que é o mais analógico que o processo digital pode chegar. É quase como um escaneamento de imagem, sim, sua câmera digital vai ser como um scanner que vai ler a imagem formando na câmera, bem parecida com o que o filme captaria, transformando em arquivo.

O resultado? Fica bonito, bem bonito!

Spirit Photography

Three Wheels on Forgotten Court

E o mais legal, dá pra fazer vídeo como já vimos, o que traz toda “sujeira” de novo pro digital que costuma ser cristalino de limpo e as vezes até um pouco estéril demais.

Links sobre a Kodak Dualflex

Leia mais:

Artigo anteriorFilm Episódio 9: "Ryan The Student" Próximo artigoFilm Episódio 10: "T&T The Students"

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

O que você acha?

Nome obrigatório

Website