Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

As 10 regras da lomografia são tidas como a base do “conhecimento” lomográfico, um manifesto de um grupo de jovens bagunceiros que queriam mudar o mundo, ou um monte de baboseira. O que importa é que é um bom começo para quem está se iniciando no mundo lomográfico, mas não deve ser considerado o fim. Nem levado muito a sério!

As 10 regras da lomografia

Elas foram pensadas para representarem o jeito lomográfico de se clicar com a Lomo LC-A, uma câmera compacta automática e tal. Mas pode ser expandido para qualquer aparato capaz de gerar imagens.

As 10 Regras da Lomografia, ou Regras de Ouro…

#1: Leve a sua Lomo onde você for.

Você já teve aquele momento em que pensou “puts, pena que não trouxe minha câmera”, não? Então, por causa do inesperado, da surpresa, sempre esteja com sua câmera (seja lomo ou não) pronta para clicar aquele momento bacana, aqueles em que você sempre pensa que devia estar com uma câmera na mão.

#2: Fotografe durante todo o tempo, em qualquer hora, seja dia ou noite.

Não espere um feriado, uma viagem ou um final de semana especial para clicar. A vida acontece o tempo todo, o cotidiano pode se transformar em algo interessante quando olhado de outro ponto de vista. Observe ao seu redor e descubra um mundo novo que esta diante dos teus olhos, todos os dias. E de noite que a lc-a mostra cores e luzes sensacionais.

#3: A lomografia não interfere na sua vida, ela é parte dela.

Ou melhor, a lomografia seria o relato da sua vida através de imagens. Como dito anteriormente, é uma forma de enxergar beleza no que se vê e vive todo dia. Aproveite a vida, não se preocupe em tecnicalidades na hora de fotografar, vivencie e deixe a câmera no automático.

#4: Aproxime-se o máximo que puder de seu objeto de desejo lomográfico.

Quanto mais perto, melhor. Desde um super retrato ou macrofotografia, chegue mais perto daquilo que lhe interessa. Quanto mais perto das coisas você chegar, mais delas vai conhecer.

#5: Não pense.

Não pense, faça. Siga seus instintos, confie no que você sente, e mostre isso com fotografias. Quanto mais fizer isso, mais rápido será. E melhor serão os resultados.

#6: Seja rápido.

Não deixe passar as oportunidades de fazer uma imagem bacana. As vezes uma fração de segundo pode alterar por completo o que uma foto pode representar. Esteja sempre pronto. Dedos rápidos, mantenha a câmera sempre preparada, ajuste o foco com antecedência (ou não).

#7: Você não precisa saber antes o que fotografou…

#8: … nem depois.

É a surpresa do inesperado uma das coisas mais legais e que dão friozinho na barriga por fotografar com filme. Experimente deixar o resultado por conta do acaso. Clique sem olhar pra onde está apontando a câmera, sem saber o que estava acontecendo. Por cima da multidão, por baixo de um portão. Seja surpreendido pelo acaso. E se você não conseguir identificar o que saiu na foto, não tem problema também. O que vale é a experimentação. É dela que vem experiência, e fotos memoráveis.

#9: Fotografe sem olhar no visor.

Liberte-se do enquadramento, do medo do erro de paralaxe ou da precisão das SLR. Fotografar sem olhar no visor é um exercício de composição, pois você passa a imaginar o que a câmera vai captar, ver a cena na sua cabeça baseado no que conhece de seu equipamento. Desenvolva-se e tenha mais controle do que você fotografa.

#10: Não se preocupe com as regras.

A mais importante de todas as 10 regras da lomografia, aquela que invalida todas as outras e acho que é a que define toda lomografia: quebre as regras. Aprenda todas as regras e teorias da fotografia e da arte e, depois, desconstrua! Seja livre. Ou não! Mas principalmente: Divirta-se.

Links

Conheça também sobre a Lomografia no blog LomoBR.

Publicado originalmente em 16/02/2012

Leia mais:

Artigo anteriorCameras and Careers, filme de instrução antigo da Kodak Próximo artigoWorld Cyanotype Day 2017 Lab Clube celebra a Cianotipia

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

3 comentários

  1. Paulo S. diz:

    nossaaa nada a ver essas dicas.. se foi um fotógrafo que escreveu isso, entao ele nao presta! pelo amor de deusss!

  2. Paulo essas “regras” foram criadas por estudantes de arte bêbados no leste europeu. Sério. Não são pra serem levadas tão a sério…

  3. Fetudi diz:

    Essas são regras dessa parte, se vocês não sabem lomografia não tem nada a ver com a prática tecnica da fotografia, é justamente a desconstrução disso! =)

O que você acha?

Nome obrigatório

Website