Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Nômades da Mongólia vêem fotos de si mesmos pela primeira vez

Eu não consigo lembrar.

Nestes dias ando pensando muito no propósito de algumas coisas como filmes, livros, trabalhos e hobbies. E uma das coisas que pensei bastante foi em “Por que fotografia?” ou então “que raios estou usando filme?”. E durante uma conversa com um jornalista sobre lomografia, e o motivo de gostar disso, fiquei pensando que tenho dado pouca atenção ao real valor dessas coisas.

Esse vídeo foi um tapa na minha cara, pois hoje a fotografia é descartável, efêmera ou “vem fácil, vai fácil’ com os bilhões de uploads de fotos no facebook que não tem tanta relevância ou a enxurrada de imagens à toa que vemos todos os dias. Nômadas da Mongólia vendo pela primeira vez sua imagem reproduzida em uma fotografia. É comum pra todos nós, mas as emoções, por vezes conflitantes, que eles sentem ao ver seu próprio retrato é de mexer com qualquer um.

Assista e sorria. E então lembre do valor e da magia da fotografia na sua vida.

Infelizmente o vídeo foi tirado do ar pelo autor. Alguém tem em algum outro lugar?

Ps.: Esqueça o hype, esqueça a moda. Sinta fotografia e se for através do instagram, então que seja! Mas busque essa emoção em cada clique.

(via gizmodo brasil, @thiagopepper e muitas @)

Leia mais:

Artigo anteriorPolaroid Matrix, ou congelando o tempo com analógicasPróximo artigoBallcamera: Panono, o panorama esférico show de bola

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

Junte-se a 1.579 outros assinantes

O que você acha?

Nome obrigatório

Website