Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Ektachrome voltou, obrigado Kodak Alaris!

Se você é como eu e nunca se recuperou do fim da produção do Kodak Ektachrome pode comemorar. Na CES de 2017 a Kodak Alaris anunciou que vai voltar a produzir o filme positivo!

É, parece que as coisas podem começar a melhorar pro lado do filme, não é mesmo? No release da empresa eles dizem que o interesse pela fotografia analógica tem criado demanda e as vendas de filmes profissionais tem crescido com certa estabilidade, enfim, blá blá blá vamos voltar com esse querido filme positivo profissional! O que é ótimo já que a gente tem se virado com o que tem no mercado como lomography e outros e a Kodak viu que era hora dela voltar a ter mais espaço entre os entusiastas da boa e velha fotografia com filme!

“Filme é nossa herança e continuamos empenhados em acompanhar a evolução das necessidades dos fotógrafos de filme de hoje,” disse Dennis Olbrich, Presidente – Kodak Alaris Imaging Papel, Produtos Químicos de Fotografia e Cinema. “Ouvimos as necessidades e anseios dos fotógrafos durante os últimos anos que queriam trazer de volta um filme positivo. Ao avaliarmos a oportunidade, EKTACHROME foi a escolha clara.”

Isso é bom também pois significa que pode haver novos lançamentos (ou relançamentos) de outros produtos mais queridos, já pensou eles voltam com o KODACHROME?!?! Quem não quer fotografar com Kodachrome novamente?

Em tempos que a Fuji descontinua seus filmes profissionais uma iniciativa dessa da Kodak até anima a tirar a poeira das máquinas, não é? Ainda é somente para o formato 135, com 36 poses, mas seria demais se tivesse também para 120!

Ektachrome voltou em Super 8 também!

Junto com o Ektachrome para fotografia, a Eastman Kodak Company também anunciou que vai produzir o Ektachrome para super 8, para fazer parzinho com a KODAK Super 8 movie camera que acabaram de lançar. Assim com a combinação dos dois produtos, filme super 8 e 35mm, pode criar uma oportunidade de negócio viável e sustentável para as duas companhias (Kodak Alaris e Eastman Kodak).

Enfim, só queremos que elas façam mais sucesso e dinheiro e mantenham no mercado as películas que tanto amamos, sem cobrar o nosso couro por isso, pela-mor-de-deus!

Leia mais:

Artigo anteriorRetrospectiva 2016: 15 artigos mais acessados do ano Próximo artigoCâmera Velha #5 Falando Sobre Filme Fotográfico

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

2 comentários

  1. Julio diz:

    Que bom! As fábricas de filme poderiam também ser um pouco menos ambiciosas, um filme P&B, por exemplo, a R$ 50,00, ninguém merece.

  2. Agnaldo diz:

    Que notícia sensacional! Já posso sentir minhas “meninas” em casa tremendo de ansiedade por fotografar com esse filme! :)

O que você acha?

Nome obrigatório

Website