Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Você lembra qual foi a primeira fotografia que fez? Não a que apareceu, mas a primeira que fez do lado de trás da câmera? Eu não. E que tal então a primeira fotografia (reconhecida, pelo menos) da história da humanidade?

O “recorde” é de 1826, detido pelo francês Joseph Nicéphore Niépce. A foto (ou melhor, negativo) foi obtido usando uma placa de estanho coberta com um derivado de petróleo fotossensível chamado Betume da Judéia. Levou “apenas” oito horas de exposição à luz solar!

O processo foi batizado de “heliografia”, gravura com a luz do Sol.

Como a fotografia não foi inventada por um só maluco, ao mesmo tempo, outro francês, Daguerre, produzia com uma câmera escura efeitos visuais em um espetáculo denominado “Diorama”. Daguerre e Niépce se corresponderam durante alguns anos e se tornaram sócios. Daguerre desenvolveu um processo com vapor de mercúrio que reduzia o tempo de revelação de horas para minutos, depois da morte do seu sócio, o que foi denominado daguerreotipia.

Outro pai da fotografia

Enquanto isso, Hercule Florence, francês morador do Brasil que, segundo uma pesquisa comprovada, teve a mesma ideia de fixar uma imagem em um material que seja alterado pelo efeito da luz e da química. E Isso anos antes da divulgação da notícia que em 1839 Louis Daguerre teria inventado o daguerreótipo na França. Boa história, leia mais aqui.

Senta que lá vem a história…

Leia mais:

Artigo anteriorNo #instagram, ouvindo Mumford&Sons e revendo velhos slides Próximo artigoNegativos centenários conservados em gelo descobertos na Antártida

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

O que você acha?

Nome obrigatório

Website