Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Olympus Trip 35 - Frente

Uma ótima câmera compacta introduzida pela Olympus na década de 60. A idéia era fazer uma câmera compacta de qualidade, perfeita para viagens, por isso seu nome: Trip. Ela foi baseada na Olympus Pen, herdando dela a qualidade, design e componentes, mas com a diferença de fotografar o quadro completo (como sabem a Pen é meio quadro).

Olympus Trip 35 - Topo

A Olympus Trip 35 começou a ser fabricada em 1967 e só parou em 1984, e foram fabricados mais de 10 milhões de unidades dessa maravilha da tecnologia japonesa.

Sem dúvida uma grande perquena câmera, com ótimas lentes, acabamento perfeito e mecânica impecável. São câmeras que, mesmo depois de 40 anos, estão em plena forma.

Só precisam ser bem cuidadas, com carinho e dedicação, para que possam durar ainda mais outros 40 anos.

Especificações da Olympus Trip 35

Filme: 135
Fotômetro: medidor de selênio
Lentes: D. Zuiko 40mm
Velocidade: 1/40 e 1/200 sec
Aberturas: f2.8 / f4 / f5.6 / f8/ f11 / f16 / f22

História Pessoal

Essa Olympus Trip 35 foi fo meu pai, que fotografou boa parte do nosso dia a dia, entre festas de aniversário, momentos kodak e viagens, claro. Ela é a câmera ideal para viagens, confiável, pequena, ótica muito boa e bem luminosa e bonita. Bem bonita. Com certeza não te deixará na mão.

Dicas

Sempre mantenha a lente protegida com a tampa: o sensor de selênio sofre deterioração quando é permanentemente exposto a luz. Pra prevenir isso e manter sua Trip funcionando por mais outros tantos de anos sempre tampe a lente.

Customização: Se a sua Trip não estiver dando no couro, troque o revestimento por algo mais alegre e divertido. Só cuidado pra não detonar ao invés de melhorar o visual da sua câmera.

Testar uma Trip pra comprar: Tampe a lente, mova o anel de regulagem para o modo A (automático) e tente clicar. Se subir uma lingueta vermelha no visor é grande a chance da câmera estar em condições de uso. Depois, remova a tampa da lente e tente clicar em diferentes condições de luz e verifique se o diafragma muda a abertura. E fuja de uma Trip que nem tem mais a tampa da lente, é possível que seu fotometro tenha ido pro brejo.

Mais fotos

Links

Leia mais:

Artigo anteriorRollei 35 Próximo artigoKodak Instamatic 177 XF, camerinha do coração

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

29 comentários

  1. Adoro essa bixinha… virou minha câmera de estimação! Só que eu achava que a Pen tinha vindo depois dela… :-))

  2. Joana diz:

    Faz poucos dias que comprei uma Trip 35 mas não sei como ajustar a asa para cada situação.. Será que você poderia me dar algumas dicas?

  3. Joana, a Trip35 é uma câmera que faz todo trabalho para você. Isso significa que não tem necessidade de ajustar nada, só deixar ela no automático. Faz assim, gire o anel cromado da lente (o anel mais distante do corpo da câmera) e coloque no valor de ISO (ou asa) do filme que você carregou nela. Aí ajuste o anel de aberturas (o anel mais próximo do corpo da câmera) colocando no A de automático. Pronto. Se a sua câmera estiver funcionando ela vai fazer todo o trabalho de ajudar as aberturas para a melhor foto possível e você não precisa fazer nada além de apertar o disparador. Ah, já fez o teste pra saber se ela está funcionando? No artigo acima tem como fazer.

    Espero ter ajudado!

  4. Marco Rosa diz:

    Joana,… na verdade existe sim o ajuste da sensibilidade do filme.

    No anel mais exterior, onde são rosqueados os filtros, você irá encontrar uma janelinha. Ao girá-lo ajusta-se a camera à sensibilidade do filme usado.

    Boa sorte… Marco Rosa

  5. Photografer diz:

    Qua saudades dessa câmera Julio, posso colocar a foto na minha linha do tempo do face? Vc que tirou a foto? Tem a fonte? Abraço

  6. Ana diz:

    Onde eu poderia arranjar tampa para a lente?

  7. Oi Ana,
    É muito difícil de achar. E como a medida da lente é meio “diferente” outras tampas não servem nela. Vale a pena tentar feirinhas, lojas de foto antigas, caçar no Ebay/MercadoLivre. Agora se não achar tente uma solução DIY (faça-você-mesmo): pegue diversas tampas de potes e veja se alguma encaixa, coloque EVA ou espuma pra ficar firme e pronto.
    Ou arranje um belo case de couro, bolsa ou saquinho de tecido escuro para proteger a câmera inteira da poeira e prevenir o desgaste do selênio. Também resolve!
    Espero ter ajudado!

  8. caroline diz:

    Boa tarde Julio, andei dando uma olhada para conhecer mais sobre essa câmera que acabei de ganhar. A bandeirinha vermelha aparece, mesmo quando achava que a luz estava boa.A câmera também encontra-se sem a a tampa da lente, mas permaneceu todos esses anos guardada em uma capa de lona. Como vou saber se está em boas condições,e que o fotometro não esteja estragado? Somente com a revelação das fotos?

  9. Caroline, acho que só testando com filme mesmo, pois se ficou guardada na capa (se for escura) pode ter mantido ele protegido. Faz assim, deixa a camera em ISO100 e durante o dia teste fazer uns cliques no sol. A lingueta vermelha subir significa que o fotometro está achando que tem pouca luz. Geralmente com o fotometro morto não sobe a lingueta vermelha nem no escuro total, ela clica de qualquer jeito. Acho que o único jeito é testando mesmo!
    Boa sorte!

  10. Wellington Amancio diz:

    elas costumam folgar as partes da lente, então desparafusei (um cuidado absoluto para não descolar dois fios que estão ligados ao fotômetro de selênio) e apertei o parafuso, assim ela regula direitinho, sem folga e com aquele barulhinho bacana da catraca passando de um ponto a outro. mas o problema é que a lente de dentro tem um verniz altamente frágil (pare que serve?) e eu com um pincel finíssimo, sem querer tirei, num canto dela um pouco do verniz (por mais leve que se toque dentro da lente ela perde parte do verniz. Se liguem quando forem limpar essas coisas, pois é para Especialista (com E maiúsculo. Enfim quero saber de uma coisa. Após essa limpeza tirei umas fotos com ela e ainda não revelei; apesar de não ter poeira nem fungos, essa pequena ausência de verniz na segunda lente irá prejudicar toda câmera, quanto a qualidade da fotografia? grato

  11. Wellington, eu nunca experimentei isso em relação a esse verniz. O melhor negócio é revelar o filme pra descobrir. Nem sabia disso, pelo que sei tudo que tem na lente em relação a melhorar a qualidade de imagem não é assim facilmente removível. O coating que fazem nas lentes é químico, pra remover precisa ou polir a lente ou passar algum tipo de removedor.
    Eu tenho a impressão que as fotos vão sair ok. Mas é instinto, não tenho nenhuma outra informação que colabore com essa minha teoria, além desse fato que coating de lente não é tão facilmente removível assim.

    De repente você acabo limpando a lente que devia estar com uma película de sujeira ou resíduo de lubrificante de alguma limpeza anterior.

    Espero estar certo, e que suas fotos saiam legais como toda foto com a Trip tem que ser!

  12. wellington diz:

    o que é coating, para que serve? e a lente sem ele, vai ainda pode nos dar umas boas fotos?

    por quantos anos o selênio da Trip pode durar?

  13. O Coating é um tratamento químico que ajuda em deixar as imagens mais nítidas, diminuir reflexos e outras tralhas. Mas acho que vc não tirou o coating da sua, deve ter sido outra coisa. Pra remover tem ser bem agressivo, é um tratamento químico.

    O selênio pode durar muitos anos, as minhas estão super em dia. Mas você precisa manter o sensor de selênio protegido da luz, ou com a tampa ou dentro de bolsas.

  14. Mariana Xavier diz:

    Ganhei uma Trip hoje, mas, quando fiz esse teste que você ensinou, não vi lingueta alguma surgindo. Apesar disso, toda ela funciona. Existe algum outro teste antes de comprar o próprio filme que eu possa fazer?

  15. Oi Mariana,
    Tentou clicar com ela tampada e no automático? Se estiver no automático e com a tampa fechada ela deveria travar e não deixar fotografar. Se ela fotografar assim o modo automático foi pro saco, aí só dá pra usar no manual. E manual só escolhe a abertura, a velocidade fica travada em 1/40 se não me engano.

  16. Walquiria diz:

    Gostaria de saber por quanto eu posso vender uma maquina dessa ?

  17. Olha… Walquiria, varia muito em torno de 100, 150 reais dependendo muito do estado de conservação e se está funcionando perfeitamente.

  18. bruna diz:

    julio, a minha trip só funciona em modo manual e já adquiri-la assim. enfim, como posso fazer bons cliques com ela no manual?

  19. Bruna, no manual a Trip trava a velocidade dela em 1/40. Significa que você terá as combinações de abertura com essa velocidade: f2.8 e 1/40 por exemplo.

    Para você ter uma ideia fui num parque de diversões desses de quermesse a noite e deixei a câmera no manual, em f/2.8 e usando um filme ISO400. Saiu alguma coisa, rs.

  20. bruna diz:

    olá julio! sou eu, novamente.
    hoje abrindo minha oly percebi que a janela que tem dentro do compartimento onde o filme é colocado não abre quando eu aperto pra bater a foto (mesmo estando sem filme) isso é normal, ou não? obrigada!

  21. Bruna é e não é. No modo automático ela só abre se tiver luz suficiente. No manual ela abre até no escuro!

    Faz o seguinte: coloca ela em manual tirando o disco de abertura da posição A. Coloca em 2.8 por exemplo. Tente clicar. Tem que abrir o obturador. Se não abrir sua Trip pode estar com defeito, aí só um técnico pra saber.

    Se ela estiver no modo A (automático) aí o obturador só vai abrir se tiver luz suficiente, que no caso dela geralmente é fora de casa no sol.

  22. bruna diz:

    muito obrigada por esclarecer minhas duvidas! a janela abre sim, eu só não tinha girado suficiente o botão pro filme rodar, entende?
    já tirei algumas fotos com ela e mandei revelar. aí sim poderei ver se ela está 100%.
    valeu mesmo por responder, adoro teu site e agora virei visitante assídua do dxfoto!

  23. Ah, que bom Bruna. Compartilhe o resultado! E fique a vontade pra fuçar e perguntar! E indicar para os amigos(as) ;)…

  24. Carlos diz:

    Essa “Maquina” Agrada.
    Tenho Duas, Conservadas, Não. Novas! Ficaram Guardadas, Por Anos, Mas Mostrei, A Quem Conhece. Veredicto: Funcionam, Normalmente.
    Bom, Duas? As Vezes É Demais. Aceito Troca!

  25. Rayane diz:

    a minha não aparece a bandeirinha, tem que colocar o filme para testar ? ou sem o filme já da pra perceber

  26. Rayane se não sobe nem com a tampa fechada com a câmera no automático tem grande chance de algo não estar funcionando na sua câmera, infelizmente…

  27. Rayane diz:

    Obrigada ! Eu usei bastante e a bandeirinha levantava, acho que já foi a época dela kkkkkk

  28. Será que pego? Estou querendo pegar uma trip 35 ou uma pen EES 2, Estou com essa dúvida… Eu sei que elas quase iguais… Voltando… Estou negociando com uma pessoa uma trip 35 sem a tampa , mas está impecável eo fotometro está pegando normalmente está subindo a lingueta.Vale a pena comprar?

  29. A maior vantagem da Pen é que você faz o dobro de fotos, mas tanto na mecanica quanto na ótica elas são bem semelhantes. Sobre a Trip valer a pena, teria que fazer mais testes, pois mesmo sem tampa é possível que tenha sido guardada protegida da luz em bolsa ou capa. Mas faz outro teste, ao dar um “meio” toque no botão (como fazemos pra focar nas digitais) ela deve posicionar o diafragma de acordo com a diferença de luz, isso dá pra ver pela frente da câmera através da lente. Aponte pro céu, pro chão, pra um lado mais escuro sob sombra, e veja se o diafragma dela muda de tamanho ao fazer esse meio toque no botão. Isso ajuda a saber se o fotómetro está trabalhando. Fora isso só batendo um filme. A pessoa deixa você testar um rolo?

O que você acha?

Nome obrigatório

Website