Experiências fotográficas em filme e outras analogias...

Yashica Electro 35 GSN 01

O que falar de uma câmera rangefinder com lente fixa f/1.7? Para quem gosta de fotografar na rua, sem flash, é uma das mais acessíveis que temos disponíveis! E não pense que só porque é mais acessível a Yashica Electro é pior ou de baixa qualidade.
Se não tem verba para uma Leica M, ou Contax G ou Voigtländer Bessa, ou até mesmo uma Canon Canonet, essa é uma ótima pedida (e alguns ainda dizem que ela é melhor que a Canonet).

Yashica Electro 35 GSN 02

Fora que é bonitona, com essa cara de câmera que as antiguinhas tem, com o cromado e o corpo revestido de preto, essa lentona luminosa, etc. Eu sou suspeito, pois uma das coisas que sempre falo é que a câmera tem que ter cara de câmera, e isso ela tem!

As câmeras rangefinder são as câmeras para streetphotography por excelência, foco rápido e preciso, funcionamento silencioso e lentes claras que fazem a alegria dos fotógrafos que curtem clicar anônimos na rua de forma mais anônima possível. Melhor que isso só uma câmera preta, e a Yashica Electro 35 tem também, no caso o modelo GTN.

E essa é uma das rangefinders mais silenciosas que tinha na época, o obturador eletrônico é bem mais silencioso que as outras rangefinders e as benditas SLR com seus espelhos barulentos.

Yashica Electro 35 GTN

Yashica Electro 35 GTN, japonesa faixa preta!

Enfim, vale a pena se encontrar uma Yashica Electro 35 GSN por um bom preço e funcionando. E no caso de se preocupar com a bateria que não existe mais fique tranquilo que dá pra adaptar as modernas muito bem.

História da Yashica Electro 35

Lançadas em 1966, foram fabricadas até 1977 (a GSN foi lançada em 73). Bem avançadinha para a época, dá pra notar no design que era pra ser a câmera do futuro (o nome electro por causa do seu funcionamento eletrônico, o símbolo do átomo, eram a moda futurista da época. Ainda hoje é uma ótima câmera. E relativamente fácil de achar com bom preço, foram vendidas mais de 8 milhões de unidades nos anos 60 e 70.

Pensada para o consumidor comum, ela é bem simples de usar com poucas opções de regulagens manuais. Foi feita mesmo para colocar no auto, escolher a abertura e ser feliz gastando filmes e mais filmes.

E o funcionamento é bem simples, escolhe a abertura e dá aquela meia apertada no disparador: se acender a luz vermelha significa muita luz e a velocidade está acima de 1/500 e se acender a luz amarela significa pouca luz e velocidades abaixo de 1/30.

Yashica Electro 35 GSN 03

Especificações Técnicas da Yashica Electro 35

  • Produção: 1973 Yashica Camera Co., Japan
  • Tipo de Filme: 135 (35mm)
  • Peso: 697.4g sem bateria
  • Lente: Color Yashinon DX 45mm 1:1.7-16
  • Filtro: 55mm de rosca, 57mm de encaixe
  • Foco: 0,80m até infinito
  • Obturador: Copal Elec
  • Velocidades de obturador: B, 1/30, 30s-1/500 prioridade de abertura (só 1/500 sem bateria)
  • Visor: Rangefinder com correção automática de paralaxe
  • Exposição: CdS na lente, luzes sobre/sub dentro do visor
  • Regulagem de ISO: de 25 a 1000
  • Bateria: Originalmente PX32 5.6 de Mercúrio, mas aceita qualquer 6v 28A ou 4LR44
  • Flash: Hotshoe ou contato pc

Dicas

  • Bateria: As baterias para essas Yashica Electro 35 não são mais fabricadas, mas existe adaptadores e gambiarrinhas que permitem usar baterias modernas na câmera. Aqui tem várias maneiras de adaptar baterias disponíveis no mercado.
  • Limpeza e regulagem: Uma rangefinder tem como característica o foco usando uma imagem sobreposta à imagem principal no visor. Isso trás velocidade para o foco, mas se os elementos estiverem sujos a tendência é dificultar o foco. Regulagem da câmera também é importante. Sempre que possível mande revisar e limpar sua rangefinder.
  • Estilo: Arrume uma alça bacana, e use sua câmera com orgulho, essas rangefinder tem cara de câmera fotográfica, se é que você me entende.
  • Gambiarra sem bateria:Caso seja impossível usar com bateria (por falta dela ou defeito mesmo dos contatos ou do fotômetro) é possível usar a câmera desligada! Ela trava a velocidade em 1/500, aí com um filme ISO 400 nela dá pra fazer grandes fotos só regulamento manualmente a abertura de acordo com a regrinha “Sunny 16“! Fácil, fácil!

Yashica Electro 35 em Vídeo

Mais Fotos

Manual

Faça download dos manuais da Yashica Electro 35.

Outros Links

links extras pra pesquisa:
http://www.kenrockwell.com/yashica/electro-35.htm
http://www.yashica-guy.com/document/chrono.html
http://en.wikipedia.org/wiki/Yashica_Electro_35

Leia mais:

Artigo anteriorLight Blaster é um projetor de slides hardcore Próximo artigoLet's Lomo 2008

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber a newsletter com notificações de novas publicações por email.

18 comentários

  1. Quero adquirir essa Yashica 35 Aonde eu posso comprar essa maquina nova ou semi nova!!!!

  2. Rodes, essa Yashica é bem difícil de achar nova, já que é dos anos 60 e 70! Mas ainda acha no ebay ou em lojas de câmeras antigas. Já visitou a feira da Benedito Calixto, ou do Masp, em São Paulo/SP?

    Tem também um lugar que tem várias usadas em ótimo estado, o site Fotografe! Eles tem algumas, e acho que dessa mesma!

    Fora isso é bem difícil de achar em ótimo estado. Quem tem não vende!

    Boa busca!

  3. Olá amigos,

    Agora com o site Deal Extreme, não existe nenhuma opção sem precisar fazer gambiarra?
    Acabei de ganhar uma Electro35 gostaria muito de fazer umas fotos com ela…

    Parabéns pelo site.

    Abraço,

  4. Maria M. diz:

    Olá,

    Meu pai tinha uma que foi muito pouco usada. Ela veio numa valise de couro e tem ainda lentes wide angle e telephoto, view finder, filtros branco e amarelo, mini tripé e, creio eu, flash. Sem oxidação no lugar da bateria. Só não sei nem testar se ainda funciona. Sabe quanto vale este pacote?

    Um abraço,

  5. Maria, eu não venderia por nada, se está assim tão linda e tem valor de família ficaria pra mim! Mas se quiser vender mesmo já vi algumas a venda por R$ 400… mas não sei se tem mercado para tanto. Você pode pesquisar no Mercado livre ou nos grupos de fotografia analógica no facebook, mostrar a câmera e ver se alguém se interessa. Boa sorte!

  6. Nércio Vargas diz:

    Imaginava que a maior dificuldade era a gambiarra para a bateria, mas descobri agora que existe a tal almofada que pode se desgastar (PAD OF DEATH). Tenho duas Electros 35 e nenhuma dá o tal estalo na hora de passar a alavanca do filme… o que pode afetar o tal pad of death na dinâmica da máquina?

  7. Puts, nem eu sabia dessa tragédia de Pad of Death, Nércio!
    Estou lendo sobre isso, me parece que não afetaria nada. Mas em algum lugar li que afeta os eletrônicos. Você colocou bateria nas Yashicas pra testar? Esse final de semana vou prestar atenção na minha, mas quando coloquei a bateria na minha ela funcionou normalmente as aberturas, só que não prestei atenção no barulho.

  8. Nércio Vargas diz:

    Funcionando tudo! Foi revisada e lentes limpas, mas esse problema passou despercebido…acredito que nem o técnico deva saber aqui em Floripa…mandei para ele o link abaixo para ver se ele repara isso nas minhas!! Fissura grande de sair para fotografar com elas, mas não vou queimar meus Ilfords P&B sem a garantia que ela vá funcionar bem, tô aguardando a resposta dele…

    http://elekm.net/pages/cameras/repair_pad_of_death.htm

  9. Nércio, que beleza ter a máquina revisada e limpa! Depois mostra fotos delas! Agora fiquei com a pulga por causa disso, vou olhar a minha djá!

  10. Nércio Vargas diz:

    Vale um post para auxiliar o pessoal Julio! ;)

  11. Mas vale com certeza! Acabei de ver a minha e parece que ela está boa, com o tal do barulho!

  12. Nayra diz:

    Olá! Poderias tirar uma dúvida? Comprei recentemente uma Electro 35 GS, mas verifiquei que ela funciona normalmente em todas as situações, exceto utilizando a abertura 16 na função “auto”, pois o obturador não volta a fechar automaticamente. mas ao colocar na função flash, ela funciona perfeitamente em todas as aberturas. Isso é característica do modelo (no caso da utilização sem a bateria), algo que me impediria de utiliza-la? Quais os impactos e sob quais circunstancias isso seria problema real (ainda nao utilizei com filme), pois na minha cidade não existem mais locais para manutenção de câmeras antigas. Obrigada!

  13. RUI PESQUEIRA diz:

    bom dia tenho uma YASHICA ELETRO 35 GSN com ( AUTO-UP FOR ELETRO 35 80cm.45cm)
    TELEPHOTO BICAR LENS-1:4)(WIDE ANGLE BICARLENS 1:4)(TELE-WIDE FINDER)

    TENHO INTERESSE EM NEGOCIAR
    pesqueirarui6@gmail (21)997852489-vivo

  14. Antonio Fernando diz:

    Olá Julio.

    Q tipo de flash eu posso usar nela?

    grato Fernando

  15. Oi Antonio, bem acho que qualquer um que seja com sapata padrão (hotshoe). Só os flashes dedicados mais modernos como os Nikon, Canon e similares que é bom dar uma olhada nos respectivos manuais para alguma restrição de uso em câmeras com hotshoe comum. Esses flashes TTLs modernos tem mais contatos e como a sapata é de metal pode dar algum curto. Se usar flash com cabo de contato PC também serve. Eu uso um Tron bem genérico, rs.

  16. Yan diz:

    Oi eu tenho uma Yashica electro 35 pra vender tá completinha, segunda mão !!
    mas não faço idéa do valor !! alguém pode me ajudar

  17. Denis Chiaverini diz:

    Olá, tenho uma gsn, onde posso encontrar a bateria?
    Abraços
    Denis

  18. Denis, só em lojas especializadas online no exterior. Aqui a gente se vira com as baterias que tem disponíveis que são uma baita gambiarra, mas funcionam.

O que você acha?

Nome obrigatório

Website